O surgimento dos primeiros dentinhos pode desencadear diversos desconfortos nos pequenos. Alguns manifestam febre leve, irritação aumentada e, para preocupação das mães, uma acentuada perda de apetite. Esse período delicado exige paciência, já que a gengiva incha, fica dolorida e a salivação excessiva pode até causar desconfortos intestinais. Diante desse desafio, apresentamos dicas valiosas para manter a alimentação do bebê durante o nascimento dos dentes, minimizando os impactos dessa fase delicada.

1. Leite: O Aliado Nesse Momento Sensível

Se o bebê ainda mama no peito, esse é um recurso valioso nesse período. Além de nutrir, o peito acalma e alivia a dor. Caso o bebê já tenha desmamado e consuma leite em mamadeira ou copo, ofereça-o em temperatura ambiente. O leite desempenha um papel crucial na alimentação, fornecendo os nutrientes essenciais enquanto o bebê readapta seus hábitos alimentares.

2. Alimentos para Aliviar o Incômodo

Durante a fase prévia ao rompimento dos dentes, a gengiva coça intensamente, gerando desconforto. Se o bebê demonstra o desejo de morder objetos, ofereça alimentos que auxiliem nesse processo. O brócolis, de textura amigável, e vegetais em palito, como cenoura ou beterraba, são excelentes opções para proporcionar alívio à gengiva irritada.

3. Refresque com Alimentos Gelados

Comidinhas geladas ajudam a reduzir o inchaço da gengiva, proporcionando alívio imediato. Frutas macias congeladas, como melão, manga, uva ou pera, e sorvetes caseiros, como banana com morangos, podem ser bem aceitos pelos bebês que evitam alimentos durante esse período.

4. Opções de Purês e Caldos

Se o bebê encontra dificuldade em mastigar, experimente oferecer purês de batata ou cenoura, além de caldinhos de feijão ou legumes. Essas texturas facilitam a ingestão, mantendo a nutrição adequada mesmo diante do desconforto causado pelos dentinhos em crescimento.

5.Chá de Camomila: Calmante Natural

O chá de camomila em temperatura ambiente pode ser uma excelente alternativa para acalmar o bebê e diminuir o desconforto. Evite a aplicação direta da camomila na gengiva, optando por oferecer o chá para consumo, pois poucos bebês permitem manipulações diretamente na boca.

É fundamental não entrar em pânico. Essa fase é passageira, e a preocupação é natural. Ao seguir essas dicas, você auxilia seu filho a atravessar esse momento desafiador com mais conforto. Lembre-se de que todos os bebês passam por essa fase e continuam saudáveis e em desenvolvimento. Ofereça carinho e apoio para tornar esse período desafiador mais suave.